segunda-feira, 27 de junho de 2011

TUCUNDUBA UM PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE CAUCAIA.


A Cidade de Caucaia é uma cidade que, praticamente, não tem o hábito de preservar sua memória histórica. Além de não ser rica em monumentos arquitetônicos, como em outros centros urbanos. No centro da cidade, existem alguns prédios que se destacam pela sua beleza arquitetônica, são marcos de referências históricas do início de sua colonização. Como, por exemplo, a Igreja matriz construída no século XVI, o prédio da atual Biblioteca construído na metade do século XVIII além do Cruzeiro localizado enfrente a Igreja matriz construído em 1749.
 
O Patrimônio histórico do município de Caucaia não está somente nos livros e fotos, está nos prédios e monumentos que são testemunha ocular de uma cidade que cresce rapidamente, mas que deixa vestígio do seu passado, sendo hoje aceito e admirado por todos.
Poucas pessoas sabem, mas existe um Patrimônio Histórico arquitetônico natural localizado no município de Caucaia, situado na serra da Tucunduba, o referido está localizado a 22 km da sede do município, com uma população estimada em  mais de 10 mil pessoas. 
A colonização da serra de Tucunduba surgiu em meados do século XVIII quando surgiram os primeiros agrupamentos de casas construídas em taipas que foram sendo substituídas por tijolos rebocadas de cal, que permanece até o presente momento.
Localizado entre serra, paisagem e lagoa, está o distrito de Tucunduba ou vila de Tucunduba como é mais conhecido, por seus moradores. Para seus habitantes o tempo parou, os avanços tecnológicos, a violência e, o corre corre das grandes metrópoles parecem distantes de sua vida pacata e silenciosa.
Na sede do distrito encontramos várias casas enfileiradas, com portas e janelas sempre iguais, ou grandes casas com alpendres, colunas e compartimentos repletos de histórias de gerações a geração.
O distrito de Tucunduba foi criado e designado através do Decreto municipal de nº 1.156 de 04 de dezembro de 1933, sua vila tem raízes históricas sua capela foi dedicada a Nossa Senhora de Santa’na, foi construída em 1860 através de doações da tradicional família Pontes Vieira.
Espero que o atual governo municipal possa resgatar a memória histórica cultural e socioambiental da área urbana do distrito, e que este patrimônio arquitetônico possa ser visto como uma atração turística.
Valentim Santos
Professor, Historiador e Sociólogo
                

5 comentários:

  1. Me surpreendi com essa materia ,pois nào tinha conhecimento dessa cidade esquecida pelo tempo!
    mais uma vez parebens por tal relato!

    ResponderExcluir
  2. muito bom, mas ouvi dizer que tinha um casaram na serra, algo sobre escravos e tal, que derrubaram, pena.

    ResponderExcluir
  3. Professor Valetin o avô da minha esposa Hipólito Matias Carneiro, hoje com 90 anos de idade nasceu em Cutunduba quando teve que vim embora para o Pará por conta da 2. Guerra e hoje pretendemos resgatar ou proporcionar o encontro com seus parentes de sua terra que não há vê a mais de 71 anos. Meu contato é Tony.gleydsonadv@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Meu avô, Sr Chicute Arruda, e minha avó, D. Maria, faziam a melhor Maria Maluca e bolo de cariman da região, sem contar o pãozinho quentinho... Hummmmmmm lembranças de cheiros e sabores!!!!! JNHj sou professor de Física e nessa terra estão minhas raízes!

    ResponderExcluir